Arquivos para outubro, 2012

II SEMINÁRIO BRASILIENSE DE HISTÓRIA E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NILZA BERTONI – SBEM-DF

II Seminário Brasiliense de História e Educação Matemática Nilza
Eigenheer Bertoni – SBEM- DF

A Sociedade Brasileira de Educação Matemática – Regional DF (SBEM-DF)
vem desenvolvendo diversas atividades na área de Educação e Ensino de
Matemática, direcionadas a professores, estudantes e pesquisadores,
com o objetivo de socializar estudos e discussões de temas afins, bem
como promover trocas de experiências e intercâmbio de atividades
relacionadas à pesquisa e à formação continuada de professores. Dentre
as atividades regularmente desenvolvidas citamos: Cursos, Palestras,
Jornadas, Seminários, Ciclo de Oficinas e Desenvolvimento de Projetos
de pesquisas junto às escolas.

Em 2010, a SBEM-DF envolveu a comunidade de educadores matemáticos do
Distrito Federal e entorno em mais um evento importante: o Seminário
Brasiliense de História e Educação Matemática Nilza Eigenheer Bertoni,
que concentrou-se no estudo e análise das contribuições dessa
professora para a Educação Matemática e a influência de suas
concepções na formação de uma comunidade de educadores matemáticos.
Com este evento bianual, pretendemos constituir mais um espaço/tempo
para a análise e a reflexão acerca da importância da Educação
Matemática na melhoria do ensino-aprendizagem da Matemática no DF, da
educação básica à superior.

Nesse sentido, o 2º Seminário Brasiliense de História e Educação
Matemática Nilza Eigenheer Bertoni, assim como o primeiro, tem por
finalidade reunir professores da educação básica, estudantes de
graduação e pós-graduação, professores do ensino superior e
pesquisadores das áreas de Matemática, História da Matemática,
Educação Matemática, Pedagogia e afins, para discutir questões
relacionadas aos processos de ensino e aprendizagem da Matemática
desenvolvidos em instituições educacionais do Distrito Federal.

Nesta 2ª edição, a temática “Conversas sobre escola, ensino e
aprendizagem em Matemática” desdobra-se em debates em torno das
relações professor/estudante na aprendizagem matemática; das condições
de trabalho pedagógico e a escola como espaço de formação continuada;
da avaliação e o ensino da matemática no DF; de como o livro didático
de matemática vem sendo escolhido e utilizado no ensino de matemática
no DF e os outros recursos.

A SBEM-DF convidou professores das redes pública e particular, que
trabalham na educação básica ou com formação de professores para serem
os provocadores dos debates em torno dos assuntos listados.

Ao final e após o evento, a SBEM-DF socializará a sistematização dos
debates neste site de maneira a contribuir com a continuidade das
discussões na comunidade de educadores matemáticos do DF e comunidades
escolares.

Informações Gerais:
Período: 09 e 10 de novembro de 2012
Local: Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação – EAPE
(Antiga Escola Normal) – SGAS 907 conjunto A, Asa Sul – Brasília – DF
Tema: O Ensino da Matemática no DF – desafios e perspectivas.
Taxa de inscrição: R$10,00
Inscreva-se!
www.sbemdf.com.br

Seminário Nilza Bertoni

folder divulgação

Seminário Nilza Bertoni

Educação Matemática e Educação Financeira

Olá,

O assunto é a relação entre estes dois temas.

Neste espaço estamos sempre comentando sobre como fazer matemática no dia a dia de sala de aula e o tema Educação Financeira que, de acordo com o  ENEF (Estratégia Nacional de Educação Financeira) é um instrumento de cidadania, inclusão social, melhoria da vida do cidadão e promoção da estabilidade do sistema financeiro do país, tem tudo a ver com  o fazer matemática.

A ascensão econômica do nosso país coloca os novos e os velhos consumidores em contato com ferramentas financeiras que muitas vezes não são conhecidas e que tem características, riscos e oportunidades que precisam ser entendidas.

De acordo com o ENEF, a criança já aos cinco anos tem contato com a noção de dinheiro por meio de gastos superficiais e doações dos pais, e, a partir dos nove anos muitas delas começam a receber mesada, o que desperta interesse em lidar com o dinheiro utilizado para gastos com entretenimento e lazer.

Esta ideia contribuiu para que a OFICINA DAS FINANÇAS elaborasse o projeto: 

EDUCAÇÃO FINANCEIRA NAS ESCOLAS BRASILEIRAS DO 1o ao 9o ano

tem como objetivos de aprendizagem:

Aprender a definir e realizar objetivos.

Garantir aposentadoria de qualidade.

Aproveitar melhor as oportunidades.

Potencializar resultados.

Usar o crédito para gerar renda.

Ganhar dinheiro com investimentos

Controlar o consumo e evitar o endividamento

O Material produzido é composto de cartilhas para o 1o ao 9o ano com conteúdos e atividades práticas encadeadas de forma crescente na dificuldade e linguagem bastante acessível. Para ajudar o professor a desenvolver os temas, cada atividade contém questões para reflexão, além de potenciais matemáticos que poderão ser trabalhados envolvendo o assunto em questão.

MARQUE UM HORÁRIO pelo email (silvanaiunes@gmail.com)

PARA CONHECER O PROJETO E SUA ESCOLA SAIR NA FRENTE

NA ESTRATÉGIA QUE O BRASIL ESTÁ PREPARANDO DESDE 2008.

A Educação Matemática envolve conteúdos sobre o sistema monetário mas, acreditamos que a Educação Financeira, com foco na reflexão sobre valores e ética, superação de limites pessoais, no poder da ação, no desenvolvimento de habilidades e na preparação para o novo momento da economia mundial vai além do trabalho com o sistema monetário e ainda contribui para uma sociedade mais preparada para as oportunidades de crescimento e desenvolvimento sustentável, com cidadãos que saibam lidar melhor com o dinheiro e tomar decisões financeiras.

 

 

Assinar Blog

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 356 outros assinantes

Enquete

Você gosta de matemática?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...